quinta-feira, novembro 25, 2010

TRADUZIR-SE

Uma parte de mim
é todo mundo:
outra parte é ninguém:
fundo sem fundo.

Uma parte de mim
é multidão:
outra parte estranheza
e solidão.

Uma parte de mim
pesa, pondera:
outra parte
delira.

Uma parte de mim
almoça e janta:
outra parte
se espanta.

Uma parte de mim
é permanente:
outra parte
se sabe de repente.

Uma parte de mim
é só vertigem:
outra parte,
linguagem.

Traduzir-se uma parte
na outra parte
- que é uma questão
de vida ou morte -
será arte?

Ferreira Gullar

sexta-feira, setembro 24, 2010

E-mail que enviei para os Ministros do STF, que disseram NÃO ao Ficha Limpa


Vocês, por acaso, estão recebendo dinheiro de quem para não aprovarem a Ficha Limpa? Ou melhor, estão recebendo o que?
Há anos esperamos algo do gênero para que tenhamos um país REALMENTE MAIS DEMOCRÁTICO, onde acreditemos mais nas pessoas que REGEM E REPRESENTAM esta nação.
Tenho 20 e poucos anos, o que significa que nasci e cresci em meio a transição do processo democrático, hiperinflação, IMPEACHMENT DO COLLOR, e tudo mais que assola a história do Brasil, e por isso desenvolvi um certo sentimento de insatisfação, desprezo até, contra esse "sou brasileiro e não desisto nunca" e o "Brasil, um país de todos"!
Não desisto nunca de que? Só se for do futebol, da feijoada com caipirinha de sábado e do carnaval, pois há muito desistimos da política!
Já perguntei para várias pessoas, de diferentes faixas etárias sobre o que acha da política? A resposta foi: "Não tem mais jeito".
Um país de todos onde? Se a opinião pública é "FICHA LIMPA JÁ!" e apenas 5 de nossos representantes no mais alto escalão da Justiça, dizem não.
No momento acho que o slogan mais plausível é:
"Brasil o país da hipocrisia"

Quero e espero que meus filhos não tenham a mesma idéia.

Hugo Aihara


Façam o mesmo, ou arquem com Maluf, Collor e muitos outros:
mgilmar@stf.jus.br, marcoaurelio@stf.jus.br, gabcob@stf.jus.br, mluciam@stf.jus.br, gabmtoffoli@stf.jus.br

sexta-feira, maio 28, 2010

:

Prometi a mim mesmo que não iria falar/pensar "não posso", "não consigo" e "não tenho tempo" por mais ou menos um mês.

P.S.: acho que estou mais do que aderindo a idéia de 140 caracteres do Twitter

quinta-feira, março 18, 2010

Pessoas... = P

Meu, por que as pessoas existem?
Ninguém sabe ou quer saber de lidar com problemas, não estão interessados em nada que seja algo além do umbigo, e também não estão dispostas a escutar conselhos.
No momento, eu apenas ignoro o que não quero escutar... Mas deixo bem claro que é proposital. Já emendo outro assunto ou simplesmente viro de costas e saio da conversa. Quando não faço uma cara beeeeeeeeeeeeeeeem nojenta...
Alguns dizem que essas caras são até engraçadas, mas eu não tenho certeza! hehehe
Uma das coisas que mais me emputeceram hoje, é voltarem com o papo de venderem o sítio da minha família.
Além dele ser o lugar que a família toda (toda mesmo) se reunir de final de semana, ele já trás consigo a história de quatro gerações da minha família! Querem vender a tradição por mixaria ainda!!!
Pode uma coisa dessas?
Juro que se tiver a oportunidade, dou um toco em alguém para acabar logo com isso!
Estou mesmo precisando descontar meu estress em alguém!
Anyway...Por enquanto é só!

P.S.: Ainda quero um tamanduá de estimação, chega de formigas em casa!

terça-feira, fevereiro 02, 2010

Quero viver!

Tantas coisas ocupam minha cabeça.
Tenho certeza que isso não acontece apenas para mim, mas só sei que têm horas que não consigo nem me concentrar.
Primeiro era o problema com o banco, mas isso passa e de alguma forma sei que resolvo.
Outro é o coração. (Além do problema cardíaco, tem o sentimental)
Certas pessoas, não queremos magoar, mas não sei, acho que o timing se perde de tal forma, que não sei como resolver.
Outras aparecem e não sei como levar adiante...
Agora, tenho duas pessoas em mente, mas não consigo ser como as outras pessoas, que usam uma e se não der certo, partem para outra.
Mas também não sei qual escolher...
O Destino é engraçado, coloca caminhos na minha frente (inclusive em situações extremamente improváveis) e eu não sei qual tomar.
Geralmente acabo não seguindo para nenhuma das possibilidades, dou uma de truculento e vou para um em que sigo sozinho.
Meio que cansei disso.
Quero muito me apaixonar de novo. Ser correspondido e viver, pelo menos por algum tempo, feliz com alguém.
Hoje, por exemplo, não tenho vontade de pedir conselhos para os amigos, principalmente, porque sei que tipo de argumentos eles vão me dar (provavelmente um que não me serve).
Tem horas que sinto falta da minha essência, da simplicidade que, cada dia que passa, deixo de lado.

Acabei de ler em uma revista:
"Mamãe, olha aí dentro da privada para ver se tem algum tesouro que saiu no meu cocô. - frase de uma garota de oito anos após ter recebido um bilhete de uma pessoa fantasiada de pirata, que dizia que o verdadeiro tesouro está no interior de cada um"

Ri, lembrando da simplicidade de ser criança, da ingenuidade que abandonamos para nos tornarmos "adultos".
Isso me entristece um pouco ao sair na rua e ver como as pessoas esquecem de serem humanos, de estenderem um pouco a mão, de lembrarem do amor ao próximo, de olharem as pequenas coisas da vida.

Quero voltar a fazer tudo isso! Quero amar! Quero viver!


P.S.: Comecei a usar uma agenda!

quinta-feira, dezembro 10, 2009

Um dia eu posto... Um dia eu faço! Um dia eu...

Meu, eu não tô aguentando mais eu mesmo...

Essa minha falta de compromisso com as coisas...

Sei que é final de ano, tempo de fazermos promessas que nunca serão cumpridas, mas não quero que isso que vou falar seja apenas isso, palavras com reticências no final...

Realmente preciso mudar!

Há um tempo isso vem rondando minha cabeça, mas depois de muitas auto-análises, percebi que vou levando a vida meio "nas coxas", ou melhor, levava a vida assim.

Mas acho que realmente estou adultescendo, percebendo como as cosiaas funcionam na vida real, fora da minha utopia.

Não quero e nem vou deixar de ser sonhador, mas preciso e vou colocar pelo menos meus dedões no chão. (hehehe)



Por enquanto é só!





P.S.: Acho que isso ficou mais sério do que deveria... Tô meio rindo agora... hehehe

terça-feira, agosto 25, 2009

Às vezes, preciso ficar só...

Meu, será que é difícil entender que, de vez em quando, preciso de um tempo só para mim?!?
Nem é sempre que isso acontece... Mas acontece!
Sei lá, não sei explicar de onde vem ou para onde vai...
Só sei que acontece...
Ñão interessa que há algumas pessoas por perto, mas preciso ficar quietinho no meu canto, sem falar nada, sem fazer nada... (e deitado, de preferência)

quinta-feira, junho 25, 2009

... (a volta das reticências)

Faz um tempinho que quero voltar a blogar (ao vento), mas a vida anda tão, tão, tão plutônica (por não ser mais um planeta, eu exijo o acento!) e twítica, que não rolou...
Sei lá, hoje eu me animei... só que o que escrever?!?
L'amour? (yes, love may be in the air...)... não...
Polítca? (FORA SARNEY!!!)... também não...
Filmes? (puffffffff... já fazem uns dois meses que não vejo um...)... acho que não...
Anyway... sei lá!



P.S.: essa merda aqui não aceita Ctrl+c e Ctrl+v? VTNC!!!